• Campanha de vacinação contra pólio e sarampo começou neste sábado

    A campanha de vacinação contra a poliomelite, também conhecida como paralisia infantil, e o sarampo começou neste sábado (8), em Piúma. A imunização ocorre até 28 de novembro.

    Crianças sem o cartão de vacinação também devem ser imunizadas, mas os responsáveis devem recuperar o documento nas unidades de saúde onde ocorreram os outros atendimentos.

    campanha-piumaO público-alvo da vacinação contra poliomielite é o de crianças entre 6 meses e 5 anos de idade. A vacina tem eficácia de 90% a 95% com três doses. Já a vacina contra sarampo pode ser aplicada em crianças entre 1 e 5 anos, inclusive naquelas que já receberam a dose, mas não tiveram resposta satisfatória à vacina.

    A poliomielite é um doença infectocontagiosa grave. A criança com a doença pode morrer ou adquirir sérias lesões que afetam o sistema nervoso e provocam paralisia irreversível. O sintoma atinge principalmente os membros inferiores.

    Já o sarampo é uma doença viral aguda grave. Ela é considerada altamente contagiosa. Dentre os sintomas estão tosse, manchas vermelhas, febre, conjuntivite e coriza.

     

    Contra indicações

    A imunização deve ser evitada em crianças com infecções agudas, febre acima de 38º C, diarreia, vômito e hipersensibilidade conhecida a algum componente da vacina, como estreptomicina ou eritromicina. Quem é imunologicamente deficiente ou já apresentou alguma reação anormal também deve evitá-la.

    A vacina contra a poliomielite não deve ser administrada em crianças submetidas a tratamento com corticosteroide, antimetabólicos, radiação ou a qualquer terapia imunossupressora.

    A vacina protege contra os três sorotipos do poliovírus I, II e III, e sua eficácia é em torno de 90% a 95% com a administração de uma dose. Para uma imunidade longa, no entanto, é necessária uma série completa do esquema básico com no mínimo três doses.

You must be logged in to post a comment.